A atenção ao câncer de mama na campanha do Outubro Rosa também com os pets

Peixe
28 de agosto de 2020
Animais de estimação precisam ser estimulados
19 de outubro de 2020
Exibir Tudo

A atenção ao câncer de mama na campanha do Outubro Rosa também com os pets

Cuidados com a doença devem ser frequentes

 

Aproveitando a conscientização gerada pela campanha do Outubro Rosa e a busca por informações sobre o câncer de mama, ganha destaque também os cuidados com a saúde dos pets, uma vez que os tumores mamários são muito comuns em cães e gatos. Há uma gama enorme de tipos histológicos que acometem os cães e, apesar de a maioria desses casos serem de tumores benignos, é preciso aumentar a atenção para esses casos. Já nos gatos a preocupação é maior, pos a maior parte dos tumores são malignos e altamente agressivos.

Estudos mostram que o tumor de mama é o segundo mais comum em cães e o mais comum em cadelas. Acometem, no geral, animais mais velhos – com cerca de 10 anos de idade -, de preferência em animais que possuem todo o seu aparelho reprodutivo e animais que foram castrados após numerosos cios. E o mais importante: não há uma preferência por raça e todas estão sujeitas a esta neoplasia.

Vale ressaltar que as ocorrências em cães são maiores do que em gatos e os gatos Siameses podem ter maior risco que outras raças.

Relacionada com a produção de hormônios femininos, como estrógeno e progesterona, o câncer de mama em cadelas o risco está relacionado com o número de ciclos estrais, aumentando consideravelmente a cada ciclo. Já em gatas, esse risco aumenta em até sete vezes em fêmeas inteiras comparadas com fêmeas castradas na puberdade.

O diagnóstico pode ser feito através do exame clínico e palpação, mas deve ser feita a confirmação com o auxilia de técnicas de diagnóstico, como exames de sangue, raio-x, aspiração com agulha fina e biópsia do tumor.

Na maioria dos casos, o tratamento para o tumor mamário é a retirada dele cirurgicamente.  Existem também outras técnicas de tratamento, como a radioterapia e a quimioterapia.

De qualquer forma, o melhor método para prevenir o aparecimento de tumores mamários é a castração e, de preferência, precocemente – antes do primeiro cio do animal – pois após esse período a taxa percentual de prevenção cai muito, podendo chegar a ser nula.

Portanto, nada melhor do que cuidar para prevenir o sofrimento dos pets.